segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Époquê

Suspendo o juízo com alma, espírito, sentimento,

paro o tempo diverso e indistinto que me afoga.

Persigo com calma, vida, reflexão para o mundo de que me afasto.

Olho e, sem querer, mergulho nos ideais que abandono

que me enchem de ar indolente, sinestesias dormentes.

Cresço com calma e pressa de crescer sonhando, vivendo.

Transpirando o odor fino da inteligência incompleta

da razão que sobriviveu ultrapassando as emoções.

Eu sonho pensando que vivo crescendo,

na imaginação do mundo pensado onde vivo.

E penso... penso que sou obrigada a pensar

simplesmente porque sou humana.

E tu, se quiseres viver realmente, suspende o juízo

e deixa-te levar pelo sentimento espiritual

que segregas do pantanal da vida, onde te afundas...

e onde morrendo, todos vivemos vagarosamente depressa.

17 limonadas:

Paulo T Pires disse...

Percebo a ideia, já fiz o mesmo no meu blog...
beijinhos

Paulo de Almeida disse...

Escolhi este entre os teus 4 blogs para comentar pq achei piada ao nome :)
O q tnh a dizer é q a ausência d palavras q façam algum sentido no meu discurso é uma ds mnh virtudes!

Espero q n tnh desgostado ;)
Bjinho.

Desambientado disse...

Lindo...

Salto-Alto disse...

Gostei muito! :)

Apenas eu disse...

Obrigada pela tua visita Su, só assim poderia conhcer o teu espaço tão simpático com palavras tão belas...
Vou voltar.
Parabéns
beijos

Tecnenfermaginando disse...

e nos permite sonhos juntos
há melhor que isto?

bju:)

Tecnenfermaginando disse...

suzana,
gosto tanto de passar ak

ah,
mas não nos deixe sem o prazer
de ler suas poesias,
por favor!

:)

Delfim Peixoto disse...

Gostei desta "limonada"...
Bjs

ParadoXos disse...

belo blog tens tu!!

NunoSioux disse...

WooooooooooooW Sussana, intenso, brutal

;)

Adorei

Beijo

Cadinho RoCo disse...

O penssamento do sonho é outro inserido a um mesmo contexto.
Cadinho RoCo

Eu mesma! disse...

muito bom o texto!

Francisco Castelo Branco disse...

Gostei do blogue

e tambem deste texto.

é interessante e muito intenso.
Tem muito que se lhe diga

Beijinhos

Conceição Duarte disse...

Venho te conhecer e lí apenas o primeiro poema. Lindo, gostei. Costumo escolher a cada 15 dias um blog para me aprofundar e não ficar só no superficial, prometo voltar e te achei no Maldonado, muito divertido e por causa disto vem aqui...

Aproveito para
convidar vc a ver meu blog, sobretudo as duas última postagens que são divertidas e de certa sacanegem com direito a foto e tudo o mais... rrsrrs Foi um estímulo vindo do Varal de Idéias que postou foto de 1886 de Coubert, mas portugal tirou o livro das mãos das crianças por acreditar que era indecente e pornográfico a arte desta data...

Veja lá que vc vai enteder tudo.

bjus CON

Nanda Assis disse...

muito bonito. amei.

bjosss...

Apenas eu disse...

Vim ler-te outra vez.
Tu sonhas a pensar?
O teu poema é lindo, mas é um misto de coração/razão.
é uma luta interna?

beijos

Cadinho RoCo disse...

Sonhar é bom, mas melhor é sonhar sem complicar.
Cadinho RoCo

Enviar um comentário

 

  © 2009 Leite Quente. Limões Amargos (Poemas)

True Contemplation Blogger Template by M Shodiq Mustika